Pular para o conteúdo principal

Translate

Destaques

Cores para o ano pessoal e significado na numerologia.

A história de um homem que enriqueceu.

História de um homem que enriqueceu mas esqueceu de ser feliz.
A história de um homem que esqueceu de viver a vida, pois se dedicou exclusivamente ao trabalho visando ter muito dinheiro na vida, e por isso acumulou muitas riquezas, e depois de repente deixou tudo para os outros, e por isso esqueceu de viver a vida, e os sentimentos sempre ficaram em segundo plano.
Um homem dominado e obcecado pelo dinheiro, e pelo poder deixou de viver os sentimentos, e se distanciou da família, e se dedicou a fazer fortuna e isolando-se das pessoas que eram mais próximas por não querer compartilhar seus bens, e seu dinheiro.
Todos sabem que quando se parte desta vida nada se leva.
Nem sempre o dinheiro trás felicidade, e sabemos que ele ajuda, mas deve ser usado de maneira correta, e não como uma obsessão, pois os sentimentos devem vim em primeiro lugar para não acabar na solidão.
Nem sempre o dinheiro compra tudo na vida, e por isso veja esta história baseado em fatos reais.
Não faz muito tempo que essa história aconteceu por essas terras aqui do Sul, um homem chamado Pedro aprendeu a lutar pelo seus objetivos, e enriqueceu através de seu trabalho ele comprou com o tempo muitos imóveis, terras, casas, apartamentos, carros, em sua cidade natal e também em outras cidades, e tinha também um bom dinheiro no banco guardado, e Pedro era um homem determinado lutou muito, e adquiriu muitos bens, e com isso uma posição de destaque na cidade onde morava, e ele fazia muitas viagens, e na maioria das vezes a negócios, e a cada dia que passava somava sempre mais na parte financeira, e assim a sua riqueza estava sempre aumentando, e amigos não lhe faltavam, e suas festas eram sempre um sucesso na cidade com convidados influentes da sociedade, pois sabia que essas pessoas talvez nada pedisse a ele, pois não gostava de emprestar e nem ajudar a ninguém com dinheiro, e o tempo foi passando, e quando chegou aos quarenta anos já estava totalmente realizado na vida profissionalmente, e financeiramente, e namorou lindas mulheres, mas quando era para assumir um compromisso mais sério acabava com o relacionamento, e iniciava outro, Pedro era um homem demasiadamente importado só com os bens materiais, e assim Pedro deixou pelo caminho muitas mulheres apaixonadas, e tristes, e os sentimentos que nunca valorizou, pois vivia apenas os bons momentos enquanto lhe interessava, e assim ele continuava tocando a vida, e seus irmãos todos acabaram casando e viviam uma vida modesta e distante, e construíram uma família, mas Pedro seguia vivendo assim de sua maneira, e mesmo com muito dinheiro continuava a viver uma vida solitária apesar de ter muitas pessoas próximas por interesse comercial, e sua mansão ficava situada em lugar muito bonito com bela vista, e jardins, e com toda a segurança, e que quando as pessoas passavam pela via ficavam admirando, e o tempo passava, mas Pedro não se dava conta que a vida é passageira, e que é preciso viver, valorizar o lado pessoal, mas Pedro só pensava em acumular bens, e agora completara seus quarenta e oito anos, e ainda não tinha se casado, e continuava tendo seus romances, e como sempre nunca duravam muito tempo, e por último soube-se segundo relato que estava namorado uma pessoa simples da redondeza chamada Ana que estudava, e trabalhava em uma empresa na área de construção no departamento pessoal, mas com medo que sua namorada fosse lhe causar problemas em relação a vida financeira, e que ela pudesse estar só interessada em sua fortuna também acabou rompendo mais esse relacionamento, e era sempre assim, e segundo relatos ele falava que não se casaria nunca para não correr riscos, e que talvez se casasse no futuro sua esposa pudesse tirar seu dinheiro ou seu patrimônio ou ter que ser dividido, e também Pedro não tinha nem um filho, e o seu apego ao dinheiro era demasiado, e absurdo, e até fora do comum, ele não vivia verdadeiramente o lado pessoal, e não valorizava as pessoas que realmente gostavam dele, e nunca pensou que a vida tem fim, e pode se ir inesperadamente, e que a solidão é triste, e Pedro continuava sua vida sempre trabalhando, e tentando economizar mais, e fugindo do casamento, e sempre procurando se isolar das pessoas simples, e apenas mantinha os contatos de seu interesse, e os dias continuavam a passar, e Pedro continuava morando em sua mansão acompanhado de seus os empregados em sua casa maravilhosa, mas uma noite inesperadamente estava Pedro em sua residência quando tudo aconteceu, e dizem que foi um assalto outros que foi um mal súbito, mas ninguém tem certeza de nada, e são meras especulações, e segundo relatos ele foi encontrado morto, e assim deixou toda a sua fortuna para os irmãos, e sobrinhos que passaram a usufruir de todo seu patrimônio, e Pedro não viveu, ele esqueceu que a vida é o bem mais precioso que existe e se tem um tempo que é finito, e depois do que aconteceu sua mansão ficou lá abandonada em disputa pelos herdeiros, e o mato tomou conta por inteiro, e não sei se está a venda, ou simplesmente abandonada, e muitas vezes não acreditamos em histórias assim, mas infelizmente acontecem como essa de Pedro que esqueceu que o tempo passa, e pensava só nos bens matérias, e em ter uma posição social, pois era isso que importava, o dinheiro e trabalho viraram um vício em sua vida, mas foi puro engano, e assim desapareceu misteriosamente, e da vida nada levou, e perdeu muito tempo, e deixou de viver o seu tempo aqui na terra, pois quando não há vida tudo tem fim, e tudo fica para trás, o que se leva é o que de bom que se fez, e o que se viveu de verdade na vida.
E segundo relatos o patrimônio de Pedro herdado por seus familiares já foi todo gasto pelos herdeiros que não souberam aplicar o dinheiro, e os bens imóveis.

Comentários

Marcadores

Mostrar mais

Página inicial.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *